Blog Quinta do Sol

Coronavírus: o que se sabe sobre a Covid-19 e o tabagismo

cigarro2

RIO — O tabagismo pode servir como uma porta de entrada para o coronavírus no corpo das pessoas. A tese, que já vinha sendo levantada até mesmo pela Organização Mundial da Saúde (OMS), ganhou embasamento após a publicação de um estudo no European Respiratory Journal. A pesquisa mostrou que fumantes possuem o mesmo risco de contrair a Covid-19 que pessoas com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC).

Por trás dessa constatação está a proteína ACE-2, que exerce o papel de ajudar no controle da pressão sanguínea. O estudo utilizou amostras do tecido pulmonar de 21 pacientes com DPOC e de 21 sem a doença. A conclusão foi a de que os fumantes e os portadores de doenças pulmonares possuem níveis mais altos desta enzima em suas vias aéreas inferiores. Já os que não fumam ou deixaram esse hábito para trás apresentaram resultados menores.

— Isso sugere que nunca houve um momento melhor para parar de fumar para se proteger da Covid-19 — disse à Bloomberg a pneumologista Janice Leung, que liderou a pesquisa e trabalha para a Universidade da Columbia Britânica e para o hospital St. Paul, em Vancouver, no Canadá.

Recentemente, cientistas chineses já haviam se debruçado sobre a estrutura da ACE-2 e descobriram que ela funciona como receptora do vírus SARS-CoV-2 em sua entrada nas celulas. A partir daí, ele provoca infecções que podem levar as pessoas à morte.

“O tabagismo ativo e a DPOC regulam positivamente a expressão de ACE-2 nas vias aéreas inferiores, o que em parte pode explicar o aumento do risco de COVID-19 grave nessas populações. Esses achados destacam a importância do fim do tabagismo para esses indivíduos e o aumento da vigilância desses subgrupos de risco para prevenção e diagnóstico rápido dessa doença potencialmente mortal”, conclui o estudo canadense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *